100%

CONQUISTA: publicado o decreto que estende prazo para reclassificação dos RAPs

Assim como prometido, a presidência da República concedeu mais seis meses para os Municípios com Restos a Pagar (RAPs) classificados como não processados ou não liquidados, até 2016, resolverem as pendências. Na noite anterior, o subchefe de Assuntos Federativos da Secretaria de Governo da Presidência da República, Marcelo Barbieri, entrou em contato com o presidente da Confederação Nacional de Municípios (CNM), Glademir Aroldi, para informar a publicação do Decreto 9.428/2018.

Assinado pelo presidente da República, Michel Temer, o decreto prorroga o prazo para até 31 de dezembro. Ele foi publicado na edição desta sexta-feira, 29 de junho, do Diário Oficial da União (DOU). Em síntese, a CNM explica que a medida beneficia quase 5 mil Municípios, e representa o não cancelamento do repasse de R$ 20,559 bilhões aos governos locais. A maior parte desse recurso é para finalização de obras, segundo análise da entidade.

O presidente, que assumiu a entidade a pouco mais de um mês, comemora os primeiros avanços de sua gestão à frente do movimento municipalista nacional. “Essa conquista é resultado no nosso trabalho, da nossa união e atuação. Estivemos reunidos diversas vezes na presidência, depois da Marcha [XXI Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios], e com o próprio presidente da República para tratar do assunto”, ressalta Aroldi. Para ele, a publicação do decreto demostra que com diálogo, dedicação e compromisso novas conquistas virão. “E a participação dos integrantes do movimento é essencial”, reforça.

A reivindicação municipalista de mais prazo para o cancelamento dos saldos dos RAPs e das cláusulas suspensivas das políticas públicas federais Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), Avançar e Sistema de Convênios (Siconv) faz parte da carta Compromissos com o Brasil, apresentada durante da XXI Marcha. O presidente da República participou do evento, e depois abriu espaço em sua agenda para receber o presidente da CNM. Na ocasião, o chefe do Executivo Federal se comprometeu em conceder o novo prazo.

Entenda
Os RAPs são despesas empenhadas que devem ser pagas e processadas até o segundo ano subsequente ao de sua inscrição. Eles se classificam em: liquidados, processados e não processados. Liquidados é quando existe o repasse da primeira ou da parcela única dos recursos feito pela União. E os processados, quando as dívidas são reconhecidas pelo governo federal.

Já os não processados são aquelas em que os Entes municipais não iniciaram a execução, ou, para as iniciadas e que aguardam o reconhecimento federal da dívida, feito por meio medição da Caixa Econômica Federal. Assim, o decreto trata dos RAPs não processados até 2016, e em muitos casos, as obras já foram iniciadas e não foram reconhecidas pelo poder público. Segundo dados da CNM, mais de 77% das obras já estão em execução e aguardando esse reconhecimento para serem reclassificadas, como processadas. 

Orientação
Ao serem classificadas como processadas, esses empenhos não podem mais ser cancelados, ou seja a União fica obrigada a repassar a verba aos cofres municipais. Segundo explicações técnicas da CNM, além de conceder mais prazo aos Municípios para buscarem os recursos, o decreto também flexibiliza o desbloqueio das obras de até R$ 750 mil, passando a função para unidade gestora responsável pelo empenho.

Para não perder os recursos, a CNM orienta os gestores municipais a fazerem, o mais rápido possível, um levantamento de todos os empenhos em RAPs com suas devidas classificações – mapeamento de qual Ministério do Executivo a obra está vinculada. Com esse mapeamento, será possível identificar as pendências – sejam elas administrativas, jurídicas e/ou burocráticas – e tomar as medidas necessárias para solucioná-las. Todo esse processo deve ser feito até 31 dezembro para garantir a continuidade a obra ou do serviço, no sentido do financeiro.

A CNM destaca alguns pontos relevante do decreto, são eles:

  • prorrogação do prazo para reavaliação dos RAPs até 31 de dezembro;
  • empenhos do Ministério da Saúde e de emendas individuais impositivas, a partir de 2016, não serão objetos de bloqueio;
  • STN cancelará todos os empenhos no Sistema Integrado de Administração Financeira do Governo Federal (Siafi) no mesmo exercício financeiro;
  • RAPs desbloqueados que não tiverem liquidação, serão cancelados em 31 de dezembro do ano subsequente ao do bloqueio;
  • empenhos a serem inscritos e reinscritos em restos a pagar a cada exercício financeiro poderão ter seus limites estabelecidos pelo Ministério da Fazenda;
  • unidades gestoras executoras responsáveis pelos saldos dos restos a pagar bloqueados poderão efetuar os respectivos desbloqueios, no valor a ser utilizado;
  • unidades gestoras poderão efetuar o desbloqueio desde que o empenho com execução iniciada até o novo prazo, de obras e serviços de até R$ 750 mil desde que não esteja sob condição de cláusula suspensiva, atendendo que o desbloqueio se dá com o pagamento da primeira parcela de repasse da União;
  • STN providenciará o cancelamento no Siafi de todos os saldos de RAPs não processados até 31 de dezembro de 2018;
  • saldos de restos a pagar, inscritos ou reinscritos até o exercício de 2016 na condição de não processados e que não forem liquidados até 31 de dezembro de 2019, serão cancelados pela Secretaria do Tesouro Nacional (STN) nesta data;
  • RAPs não processados de 2017 do PAC, MEC que não forem liquidados até 30 de junho de 2019, serão bloqueados nesta data;
  • Unidades Gestoras responsáveis pelo empenho poderão desbloquear desde que o início da execução tenha ocorrido até 30 de junho de 2019; e
  • RAP não processados desbloqueados e não forem liquidados, serão cancelados em 31 de dezembro de 2020.

No conteúdo exclusivo do site da CNM, os gestores municipais podem conferir todos seus empenhos inscritos em RAPs e valores de cada deles.

Leia também: CNM aguarda decreto para evitar cancelamento do RAPs e de cláusulas suspensivas

 

 


Fonte: Portal CNM - Confederação Nacional de Municípios
Protocolos desta Publicação:Criado em: 29/06/2018 - 15:01:43 por: Gilherme - Alterado em: 29/06/2018 - 15:01:43 por: Gilherme

Notícias

STN divulga vídeos para orientar Municípios sobre implantação da matriz de saldos contábeis
STN divulga vídeos para orientar Municípios sobre implantação da matriz de saldos contábeis

Para auxiliar os gestores municipais, a Secretaria do Tesouro Nacional (STN) disponibiliza uma série de vídeos com explicações sobre os caminhos para implantação da Matriz de Saldos Contábeis (MSC). A ferramenta foi criada com o objetivo de gerar, automaticamente, a partir das informações extraídas da contabilidade municipal, relatórios contábeis e demonstrativos fiscais exigidos pela Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF). Os desafios de implementação são muitos e as...

Mobilização: CNM e Planalto se reúnem para acertar detalhes de Encontro dos Municípios com Temer
Mobilização: CNM e Planalto se reúnem para acertar detalhes de Encontro dos Municípios com Temer

A dez dias da Mobilização Municipalista que tratará dos avanços das pautas no governo de Michel Temer, a equipe da Confederação Nacional de Municípios (CNM) e do Palácio do Planalto se reuniram nesta quinta-feira, 8 de novembro, para acertar os detalhes do Encontro dos Municípios com Temer. A presença do presidente está confirmada para o dia 19 de novembro, a partir das 13h30, na sede da CNM. O evento será transmitido ao vivo nas redes sociais. Já no dia 20, a agenda será no...

MP que assegura recursos para Fundo Nacional de Cultura é aprovada na Comissão
MP que assegura recursos para Fundo Nacional de Cultura é aprovada na Comissão

Proposta com impactos nas áreas de cultura, esporte e segurança pública, a Medida Provisória (MP) 846/2018 acaba de ser aprovada na Comissão Mista. Na quarta-feira, 31 de outubro, o relator, senador Flexa Ribeiro (PSDB-PA), apresentou seu parecer, no qual não foi acatada a emenda nº 9, redigida pela Área Técnica de Cultura da Confederação Nacional de Municípios (CNM). A entidade vem acompanhando a tramitação na tentativa de contribuir com a redação final e garantir a...

Estrutura da CNM impressiona gestor municipal
Estrutura da CNM impressiona gestor municipal

O prefeito de Triunfo (PB), José Mangueira Torres, veio a capital federal para dialogar com congressistas. O objetivo era encontrar soluções que levem melhorias ao pequeno Município de menos de 10 mil habitantes. Acompanhado do assessor jurídico municipal Damisio Silva e do assessor parlamentar (do deputado Wilson Filho – PTB-PB) Zoir Júnior, o gestor municipalista esteve pela primeira vez na sede da Confederação Nacional de Municípios (CNM). Em seu primeiro mandato como prefeito,...

Equipe da CNM vai a Abaetetuba (PA) conhecer iniciativa vencedora do MuniCiência
Equipe da CNM vai a Abaetetuba (PA) conhecer iniciativa vencedora do MuniCiência

Uma equipe de técnicos e consultores da Confederação Nacional de Municípios (CNM) registrou, nesta semana, detalhes de uma iniciativa da Prefeitura Municipal de Abaetetuba (PA) que está levando água potável para comunidades ribeirinhas. Desde setembro de 2017, a gestão municipal vem instalando, nas ilhas da região, unidades do sistema SALTA-z, desenvolvido pela Fundação Nacional de Saúde (Funasa), que faz a coleta e purificação da água dos rios para consumo humano. A...

Em entrevista à Agência Brasil, Aroldi fala sobre o Índice de Desenvolvimento Municipal
Em entrevista à Agência Brasil, Aroldi fala sobre o Índice de Desenvolvimento Municipal

O presidente da Confederação Nacional de Municípios (CNM), Glademir Aroldi, concedeu entrevista sobre o Índice de Desenvolvimento Municipal (IFDM), divulgado pela Federação das Indústrias do Rio de Janeiro (Firjan) na quinta-feira, 28 de junho. O estudo com dados de 2016 sugere: a crise econômica, que atinge o Brasil, fez com que o desenvolvimento dos Municípios retrocedesse três anos, ficando abaixo do patamar de 2013. De acordo com os números, apenas 431 Municípios do país...

CONQUISTA: publicado o decreto que estende prazo para reclassificação dos RAPs
CONQUISTA: publicado o decreto que estende prazo para reclassificação dos RAPs

Assim como prometido, a presidência da República concedeu mais seis meses para os Municípios com Restos a Pagar (RAPs) classificados como não processados ou não liquidados, até 2016, resolverem as pendências. Na noite anterior, o subchefe de Assuntos Federativos da Secretaria de Governo da Presidência da República, Marcelo Barbieri, entrou em contato com o presidente da Confederação Nacional de Municípios (CNM), Glademir Aroldi, para informar a publicação do Decreto 9.428/2018....

Roda de conhecimento trata da matriz de saldos contábeis
Roda de conhecimento trata da matriz de saldos contábeis

Você sabe o que representa a matriz de saldos contábeis e os prazos para os Municípios? Este é um assunto novo na administração pública nacional. Pensando nisso, a Confederação Nacional de Municípios (CNM) trouxe o tema para a Roda de Conhecimento desta quinta-feira, 28 de junho. O técnico da área de contabilidade pública da CNM, Marcus Vinícius Cunha, explica que o tema é uma tendência de implantação e padronização entre todos os sistemas do país, adotando uma linguagem...